de volta a casa

Seul. Sentada no avião que me leva de volta a Lisboa. Sinto um aconchego no peito quando penso na minha cidade.

A treze horas, 10.418 km, de chegar a casa. Durante a descolagem ponho os phones e deixo me embalar pela música  de Norah Jones. Coloquei na bolsa da cadeira o livro, o diário de viagem, os apontamentos do congresso e a almofada. Deslizo o indicador pelo ecrã e dou uma vista de olhos pelos filmes disponíveis durante o voo.  Fecho os olhos. A sonolência mistura-se com um turbilhão de sentimentos que me  invadem. É a primeira vez que estou em modo pausa depois de duas semanas de viagem. Na bagagem trago a energia dos lugares bonitos que visitei , das experiências que vivi e das pessoas que conheci. Tento dormitar mas não consigo. Começo a escrever nas folhas de papel brancas. Uma tentativa de “pôr as emoções, os pensamentos e as ideias em ordem”.

Com o coração mais leve adormeço ao som de Come away with me.

Regresso a casaDe regresso
Regresso a casaRegresso a casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *